CM Mangualde

Projeto “Semear Portugal por Via Aérea”, primeira fase do projeto em Mangualde


Semar Portugal por via aérea (1)

Teve início hoje, 6 de dezembro, a primeira fase do projeto “Semear Portugal por Via Aérea”. Esta iniciativa consiste no lançamento de sementes nas encostas e/ou áreas de difícil acesso dos municípios afetados pelos incêndios, recorrendo a aviões. No local, esteve presente João Azevedo, Presidente do Município de Mangualde, um dos seis municípios onde arrancou esta iniciativa. A Mangualde, juntam-se Gouveia, Oliveira do Hospital, Nelas, Tondela e Seia.

 

O Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, igualmente presente na iniciativa, defendeu que a estabilização de emergência está, pela “primeira vez”, a ser feita “no tempo certo”. Miguel Freitas acrescentou que outros municípios do país têm pedido ao Ministério da Agricultura iniciativas semelhantes nos seus territórios, elogiando o empenho dos envolvidos: sociedade civil, um conjunto de organizações não-governamentais e movimentos ligados ao ambiente.Semar Portugal por via aérea (2)

 

Centenas de sementes de gramíneas e leguminosas, oferecidas por duas empresas, permitirão, assim, ajudar a reduzir a erosão dos solos e a promover a biodiversidade em zonas íngremes fustigadas pelos incêndios. O arranque desta ação teve lugar esta manhã, com a partida de um Dromader M-18, um avião que é utilizado no combate aos incêndios florestais, mas também na agricultura. As primeiras sementes foram lançadas em Mourilhe, no concelho de Mangualde.

Numa segunda fase do projeto, serão lançadas sementes florestais, uma vez que estas sementes “não garantem a imediata proteção do solo”, porque não criam logo raiz, acrescentou o Secretário de Estado.

Esta é uma iniciativa da sociedade civil, pioneira em Portugal, contou com o apoio da autarquia de Mangualde, e do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.