CM Mangualde

Sessão de Sensibilização e Exposição alertam para a Problemática da Violência contra as Mulheres


De 19 a 30 de novembro, Mangualde alerta a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres. Para tal, irá promover um conjunto de atividades dirigidas a diferentes públicos, assinalando assim o Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência contra as Mulheres. Uma exposição e uma sessão de sensibilização, são as ações promovidas em prol da causa.

A sessão de sensibilização acontece no dia 23 de novembro, pelas 14h30, nas instalações do CIDEM, e é aberta a toda a comunidade. Intitulada “Eliminação da Violência contra as Mulheres”, e proferida por Carla Santos, coordenadora do NAVVD, Diretora técnica do Centro de Acolhimento de Emergência de Viseu e Técnica de Apoio à Vítima, pretende chamar a atenção para a urgência da eliminação da violência de gênero, educar os jovens para a promoção de relações de intimidade saudáveis e mobilizar a sociedade, reunindo várias perspetivas e olhares sobre a violência doméstica dos profissionais que apoiam diretamente estas vítimas.

A exposição estará patente de 19 a 30 de novembro, no átrio da Câmara Municipal.

 Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Celebra-se todos os anos a 25 de novembro e visa alertar a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos.
Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres. Desde então, a data tem sido celebrada mundialmente, uma homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, sob a chefia do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

O Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica (NAVVD) do Distrito de Viseu foi criado em outubro de 2006. No âmbito da política de prevenção e combate à violência doméstica do XVII Governo Constitucional, foi constituída prioridade a criação de uma Rede Nacional de Núcleos de Atendimento a mulheres e menores que vivem em situação de violência, uma política à qual se juntou a vontade da Casa do Povo de Abraveses, em outubro de 2009, em Cooperação com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), Governo Civil e Centro Distrital de Segurança Social de Viseu.

No dia 06 de janeiro de 2011, o protocolo inicial que deu origem ao Núcleo de Atendimento de Vítimas de Violência Doméstica do Distrito de Viseu, foi alargado a mais 8 instituições públicas e privadas, no sentido de conjugar esforços e recursos para responder de uma forma célere e eficaz às necessidades psicossociais das vítimas de violência doméstica, criando uma rede social de apoio integrado.

O Município de Mangualde não quis deixar passar este dia sem chamar a atenção da população para um flagelo que todos devemos combater, convidando toda a população a integrar as atividades.