CM Mangualde

O Nosso Património


«Mangualde, O Nosso Património!»:

Agosto destaca o Largo de Pedro Álvares Cabral

Autarquia continua a aproximar a População do Património Mangualdense

 

Nesta segunda quinzena de agosto, a campanha «Mangualde, o nosso património!» destaca o Largo de Pedro Álvares Cabral. Promovida pela autarquia, esta campanha tem como objetivo aproximar a população do património mangualdense do mais belo que existe no concelho. Com esta campanha todos ficam mais próximos do vasto esplendor patrimonial do concelho. Nesse sentido, continua a ser colocada, nos meios digitais do município, a informação sobre o monumento/património apresentado.

LARGO DE PEDRO ÁLVARES CABRAL
O Largo de Pedro Álvares Cabral deve o seu nome ao descobridor do Brasil, descendente dos alcaides de Belmonte e senhores de Zurara e de Tavares. Ocupa uma área que, outrora, era malha residencial medieval e moderna e pequena praça central do velho burgo mangualdense. Integrava o “Cabo do Vila”. Aqui se concentrava a vida económica, social e política: a câmara municipal, a cadeia, o tribunal e o pelourinho, destruído em meados do século XIX, com a abertura da estrada de Viseu para a Guarda.
Convivendo com a demolida capela de São Bartolomeu, de ancestrais origens, viu erigir, sobre o enorme maciço rochoso, a torre de albergue do relógio que, marcando o tempo, arregimentava os vereadores para as sessões de câmara; assistiu à construção do soberbo palácio dos Pais de Amaral, à da Igreja da Misericórdia, à do Convento – hoje complexo paroquial -, ao erigir padrão das comemorações do “Mundo Português”. Viu demolir a primitiva câmara e, depois, a que lhe sucedera. Generosamente ampliado, foi feira do calçado e de animais, aceitou a translação do fontenário da Avenida da Liberdade e, de forma impávida, mas serena, permitiu a transferência da sua centralidade para o largo Dr. Couto e Rossio.
Autêntico palimpsesto, guarda ainda vestígios da romanização – calçada romana – e convive, paredes meias, com a sepultura alto-medieval da Mata dos Condes.

Coordenadas geográficas: 40º 36.373’N; 7º 45.975’O
António Tavares, Gabinete de Gestão e Programação do Património Cultural da CMM

Foram já vários os bens patrimoniais destacados por esta campanha nos últimos anos. A título de exemplo, foram recentemente destacados o Santuário de Santa Luzia, em Freixiosa; a Casa de Darei, na aldeia de Darei, freguesia de Mangualde, a Igreja Matriz de Várzea de Tavares, a Calçada Romana de Mourilhe; a Igreja de São Pedro de Cunha Alta; e a Capela de São Sebastião, em Santiago de Cassurrães, a Alminha de Tabosa, a Capela de São Domingos de Vila Mendo, o Pontão da Amieira, em Quintela de Azurara, o Depósito da Cruz da Mata, a “Senhora da Graça, ou do Alqueve – Fortaleza de Deus?”, o Portal Quinhentista de Pinheiro de Tavares, as Estelas funerárias de Abrunhosa do Mato, o Chafariz da Cunha Baixa, o Pastel de Feijão, o Coreto da Senhora dos Verdes, Religiosidades, “Persistências… ou uma lição a aprender” e o Fontenário do Alpoim ou “Chafariz da Mesquitela”.

 

Cartazes:

=> Largo de Pedro Álvares Cabral.pdf

=> Fontenário do Alpoim ou “Chafariz da Mesquitela.pdf

=> Persistências

=> Religiosidades

=> Coreto da Senhora dos Verdes

=> Pastel de Feijão

=> Chafariz da Cunha Baixa

=> Estelas Funerárias de Abrunhosa do Mato

=> Portal Quinhentista de Pinheiro de Tavares

=> Senhora da Graça, ou do Alqueve

=> Depósito da Cruz da Mata

=> O Pontão da Amieira – Quintela de Azurara

=> Capela de São Domingos de Vila Mendo

=> Alminha de Tabosa

=> Capela de São Sebastião – Santiago de Cassurrães

=> Igreja de São Pedro de Cunha Alta

=> Calçada Romana de Mourilhe

=> Igreja Matriz de Várzea de Tavares

=> Casa de Darei, em Mangualde

=> Santuário de Santa Luzia, em Freixiosa

=> Solar de Santa Eufémia

=> Símbolos Maçónicos

=> Nossa Senhora da Saúde de Cunha Alta – Fundação

=> Capela de Santo António, em Mesquitela

=> Carvalha… A Nostálgica lembrança de um património

=> Capela de São Domingos de Ançada

=> Fonte de Ricardina

=> Casa dos Condes de Mangualde

=> Bordados de Tibaldinho… Património das Culturas Populares

=> 16 de janeiro de 2017 – Refrigerantes Condestável…Abrunhosa do Mato

 

=> 02 de novembro de 2016 – Tribunal de Mangualde…Português Suave

=> 02 de novembro de 2016 – Arquitectura modernista em Mangualde…

=> 15 de setembro de 2016 – Santo António dos Cabaços

=> 01 de agosto de 2016 – Paredes que falam da História…

=> 01 de junho de 2016 – Vestígios de Outrora: Vila Nova de Espinho

=> 15 de maio de 2016 – Picota: Tecnologia Antiga

=> 02 de maio de 2016 – Igreja de São Silvestre de Pinheiro de Baixo e de Cima

=> 15 de abril de 2016 – Igreja de São João da Fresta

=> 04 de janeiro de 2106 – Casa da Quinta de Santo António – Fornos de Maceira Dão

 

=> 01 de dezembro de 2015 – Casa de Lobelhe

=> 01 de novembro de 2015 – Nossa Senhora do Monte, ou da Cabeça – Sítio primitivo do Mosteiro de Maceira Dão?

=> 01 de outubro de 2015 – Sepulturas medievais de Moimenta de Maceira Dão

=> 01 de setembro de 2015 – Igreja de Santiago de Cassurrães

=> 01 de junho de 2015 –  Ponta da Barca, ou o que resta dela

=> 03 de maio de 2015 – Capela dos Cabral Pinto – Cassurrães

=> 01 de abril de 2015 – Vila Cova de Tavares…1663

=> 02 de março de 2015 – Penedo da Cruz – Póvoa de Cervães

=> 02 de fevereiro de 2015 – Fontenário dos Seabra Beltrões – Cassurrães

=> 15 de janeiro de 2015 – Igreja de São Tomé de Cunha Baixa

 

=> 15 de dezembro de 2014 – Casa de Quintela

=> 01 de dezembro de 2014 – Igreja de Alcafache – Invocação de São Vicente

=> 03 de novembro de 2014 – Casa do Canedo

=> 15 de outubro de 2014 – Casa dos Faro, ou da Portelada, ou de Santa Quitéria – Santo Amaro de Azurara

=> 01 de outubro de 2014 – Ponte Romana do Tinto

=> 15 de setembro de 2014 – As Poldras da Ribeira de Ludares, em Germil

=> 01 de setembro de 2014 – Fonte de Gandufe

=> 01 de agosto de 2014 – Património Industrial… memórias de paisagens

=> 15 de julho de 2014 – Vias antigas… passagens actuais

=> 01 de julho de 2014 – Igreja Paroquial de São Salvador de Travanca de Tavares

=> 16 de junho de 2014 – Memórias de outros tempos…

=> 02 de junho de 2014 – Casa de Pedro Álvares Cabral

=> 02 de maio de 2014 –  Presenças barrocas na arquitetura

=> 15 de abril de 2014 –  As materialidades das identidades

=> 17 de março de 2014 –  Forno de pão…símbolo de formas de vida passadas

=> 03 de março de 2014 –  Orca dos Padrões… sepulcros d’ outrora

=> 17 de fevereiro de 2014 –  São Pedro de Espinho

=> 03 de fevereiro de 2014 –  O passadiço…ou as casas de passadiços

=> 15 de janeiro de 2014 – A Janela Manuelina de Canelas

=> 02 de janeiro de 2014 – Solar de Almeidinha

 

=> 16 de dezembro de 2013 – Igreja de Nª Srª de Assunção da Vila de Chãs de Tavares

=> 02 de dezembro de 2013 – A Torre do Relógio Velho

=> 15 de novembro de 2013 – A Ermida de Nª Srª de Cervães

=> 01 de novembro de 2013 – Elementos Perdidos…

=> 15 de outubro de 2013 – Pelourinho de Abrunhosa-a-Velha

=> 16 de setembro de 2013 – Casa “entrincheirada” de Terras de Tavares

=> 02 de setembro de 2013 – Arquitetura quinhentista de Abrunhosa-a-Velha

=> 16 de agosto de 2013 – Retábulo de São Lourenço, Tibaldinho

=> 1 de agosto de 2013 – Nora…tecnologia abandonada

=> 1 de julho de 2013 – Colégio de São José

=> 17 de junho de 2013 – Palácio dos Condes

=> 03 de junho de 2013 – A medieval Torre de Gandufe…

=> 15 de maio de 2013 – Capela do Senhor do Calvário – Abrunhosa do Mato

=> 02 de maio de 2013 – Poldras… travessias milenares

=> 15 de abril de 2013 – Igreja Misericórdia

=> 01 de abril de 2013 – Prensa Manual…Património Industrial

=> 15 de março de 2013 – Casa de Mansarda

=> 01 de março de 2013 – Sepultura da Peliteira

=> 15 de fevereiro de 2013 – Espigueiro de Fornos de Maceira Dão

=> 01 de fevereiro de 2013 – Pelourinho de Chãs de Tavares

=> 15 de janeiro 2013 – Igreja de São Julião, Matriz de Mangualde

=> 02 de janeiro de 2013 – Cineteatro de Mangualde

 

=> 17 de dezembro 2012 – Casa dos Albuquerques, na cidade de Mangualde

=> 3 de dezembro 2012 – Alminhas, testemunho de fé popular

=> 15 de novembro de 2012 – Estelas Funerárias de Abrunhosa do Mato

=> 02 de novembro de 2012 – O Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão

=> 15 de outubro de 2012 – Adelino Amaral, Armazém de Lanifícios

=> 01 de outubro de 2012 – Citânia da Raposeira

=> 17 de setembro de 2012 -Vila Romana dos Barreiros

=> 03 de setembro de 2012 – Villa Gloria

=> 16 de agosto de 2012 – Abrigo de pastor

=> 01 de agosto de 2012 – Igreja de Nossa Senhora do Castelo

=> 16 de julho 2012 – Fabrico artesanal do queijo

=> 02 de julho 2012 – Reservatório de água de Espinho

=> 15 de julho 2012 – Dólmen de Cunha Baixa

=> 1 de julho 2012 – Capela da Nª Sr.ª do Desterro ou Capela do Rebelo