CM Mangualde

“Em Quarto Crescente” animou as Noites de Mangualde


SÉTIMA EDIÇÃO PROMOVEU DIVERSAS INICIATIVAS SEMPRE COM AS ARTES EM MENTE

De 9 a 16 de julho, o Município de Mangualde promoveu a 7ª edição do “Em Quarto Crescente”. A iniciativa, que decorreu no Largo Dr. Couto, contou com uma programação eclética que procurou ir ao encontro de todos os públicos, trazendo ao palco artistas locais e nacionais.

O evento teve início no dia 9 de julho, com a inauguração da exposição “CONTRASTES” de autoria de Sérgio Amaral. Esta obra, que pretende levar o espetador a tomar consciência perante a diferença, estará patente ao público até 18 de novembro, e pode ser visitada em vários pontos da cidade de Mangualde, Relógio Velho e Biblioteca Municipal. O itinerário da exposição está desenhado através de uma série de instalações construídas com diferentes materiais, sendo que alguns são reciclados. O percurso, através da narrativa de formas, cor e luz, poderá levar o espetador a exercer sob o seu subconsciente, a dúvida e, consequentemente, a transformação necessária a uma sociedade mais justa, generosa e amiga do ambiente.

A primeira noite no Largo Dr. Couto, 13 de julho, foi dedicada aos heróis da animação e da BD, onde se destacaram os artistas locais, quer na área do teatro musical, quer na música. Rafael Pina, através da Associação CultuDão, em parceria com a Biblioteca Municipal e com a participação da Orquestra POEMa, construíram um espetáculo multidisciplinar que proporcionou ao público uma noite de memórias felizes e muito boa disposição. Seguiu-se Gongori, o mais recente projeto musical de Gonçalo Alegre. As leituras desta noite foram protagonizadas por Tomás Albuquerque e Leonor Rodrigues.

No dia 14 de julho, a noite foi dedicada aos heróis de sempre. Nos textos, foram relembrados os feitos heroicos de figuras mitológicas, históricas e da literatura, onde as leituras estiveram a cargo das jovens Mariana Pereira e Daniela Gomes. O espetáculo “VINIL” com David Valente em palco levou o público ao universo dos célebres Long Play, e foram eles o mote para um espetáculo sonoro, visual, virtuosístico, onde a técnica circense se aliou à música, a uma narrativa específica e a uma prosaica dramaturgia. O segundo espetáculo da noite deu a conhecer “O GAJO”, um projeto de grande qualidade de João Morais, com Carlos Barreto e José Salgueiro. A viola campaniça, instrumento de raiz tradicional portuguesa é a figura central deste projeto instrumental, com referências arábicas e mediterrânicas, numa nova linguagem para uma viola antiga, que na sua melhor tradição renasce pelas mãos D`O Gajo.

A noite de sexta-feira, 15 de julho, teve início com o teatro amador TEIA (Teatro Experimental de Intervenção Alvarim) da Associação Recreativa Cultural e Alvarim de Tondela, que trouxe uma peça que satirizou as conversas das tradicionais comadres. Um momento de boa disposição, ao qual se seguiu o concerto de Mazgani, que constituiu um grande momento musical nesta sétima edição do “Em Quarto Crescente”, trazendo ao publico de Mangualde o seu registo musical com uma forte inquietação lírica. Mazgani é considerado um dos mais talentosos escritores de canções da música portuguesa da última década.

Os textos desta noite, dedicados aos heróis de Mangualde – todos aqueles que lutaram e lutam pela prosperidade desta terra, foram lidos por Mariana Campos.

O último dia, 16 julho, foi dedicado ao 25º aniversário da Biblioteca Municipal. Depois das leituras com as jovens Inês Lomba, Juliana Santos e Juliana Rebelo, seguiu-se o primeiro espetáculo da noite, que trouxe o Palhaço Escultor, de Pedro Tochas. Uma iniciativa fantástica que encheu o Largo Dr. Couto de sorrisos e gargalhadas, agradando a todas as gerações presentes. O segundo momento da noite foi protagonizado por SENZA, um projeto musical de Catarina Duarte e Nuno Caldeira, músicos e viajantes que compõem canções inspiradas nas viagens que fazem pelo mundo. O seu espetáculo transportou o público de Mangualde para os locais remotos onde já estiveram.

O encerramento do “Em Quarto Crescente” de 2022, foi protagonizado pela Biblioteca Municipal que presenteou o público com um vídeo-mapping na fachada do edifício da Câmara Municipal, deixando o convite para as próximas iniciativas no âmbito do 25º aniversário da Biblioteca Municipal, que decorrerão ainda este ano.

O Município de Mangualde e a Biblioteca Municipal agradecem a todos o que tornaram possível a realização desta sétima edição do “Em Quarto Crescente”, particularmente aos colaboradores do Município diretamente envolvidos, às Professoras e Professor Bibliotecários das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas, aos jovens participantes nas leituras, à Papelaria Adrião que esteve todos os dias presente com a sua mostra de livros, deliciando os mais novos, ao Igor Figueiredo, pelo cuidado com o serviço de bar, e a todos os profissionais das diversas áreas necessárias ao evento.





Mais Notícias

  • 21 Julho, 2022

    Mangualde promoveu Apresentação de N - Ler mais

  • 20 Julho, 2022

    Mangualde acolheu Apresentação do Liv - Ler mais

  • 20 Julho, 2022

    VII Edição do Encontro Gastronómico - Ler mais

  • 20 Julho, 2022

    Presidente do IFAP esteve de Visita a M - Ler mais

  • 19 Julho, 2022

    «MANGUALDE FASHION» está de Volta co - Ler mais

  • 19 Julho, 2022

    “Em Quarto Crescente” animou as Noi - Ler mais

  • 15 Julho, 2022

    Comemorações: 25 anos da Biblioteca M - Ler mais

  • 13 Julho, 2022

    II Jornadas da Academi@ STEM Mangualde - Ler mais

  • 12 Julho, 2022

    Mangualde falou sobre Solidariedade Soc - Ler mais

  • 11 Julho, 2022

    Comissão Municipal de Proteção Civil - Ler mais

  • 8 Julho, 2022

    PRESIDENTE DA REPÚBLICA MARCELO REBELO - Ler mais

  • 5 Julho, 2022

    Produtos Endógenos de Mangualde em des - Ler mais

  • 4 Julho, 2022

    As Noites de Encontro com as Artes em M - Ler mais

  • 4 Julho, 2022

    “Solidariedade Social e Igualdade de - Ler mais

  • 30 Junho, 2022

    Assinalado o 93° Aniversário dos Bomb - Ler mais