CM Mangualde

Mangualde Homenageou o Professor Doutor Jorge Nogueira Lobo de Alarcão e Silva


CERIMÓNIA CONTOU COM CERCA DE 150 PESSOAS E COM A ABERTURA DA EXPOSIÇÃO “MARCAS DE ROMANIZAÇÃO NO CONCELHO DE MANGUALDE”

O Município de Mangualde, em parceria com a Universidade Sénior, promoveu na passada sexta-feira, dia 27 de maio, uma cerimónia de homenagem ao Professor Doutor Jorge Nogueira Lobo de Alarcão e Silva, com o intuito de enaltecer o seu trabalho como professor, historiador e arqueólogo de referência em Portugal. A iniciativa, que decorreu no auditório da Biblioteca Municipal, contou com a presença de cerca de 150 pessoas.

A cerimónia de homenagem, conduzida por João Cruz, Vice-Presidente da Câmara de Mangualde e por João Carlos Alves, Presidente da Universidade Sénior, contou com a presença de diversas entidades e profissionais especialistas em arqueologia.

A iniciativa integrou a Conferência “De Mérida a Viseu, passando por Mangualde, na época romana”, protagonizada pelo ilustre Professor Doutor Jorge de Alarcão. Seguindo-se o momento de homenagem, que contou com algumas palavras de João Pedro Cruz e de João Carlos Pinto Ramos, Diretor da Universidade Sénior de Mangualde.  Posteriormente, foram entregues ao homenageado algumas ofertas do Município e da Universidade Sénior.

O evento contou ainda com a abertura da exposição “Marcas de Romanização no Concelho de Mangualde”, que ficará patente ao público na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, até 3 de junho, com entrada livre.

A mostra contém peças de vestígios da romanização no concelho de Mangualde, sendo possível a sua construção através da colaboração/cedência de espólio do Museu de Arqueologia de Viseu, Museu Grão Vasco, Sociedade Martins Sarmento de Guimarães, da Arqueohoje, da Associação Cultural Azurara da Beira e Arqueóloga Clara Portas. Estão também expostas peças da coleção de miniaturas da família José Barros de Viseu e de António Andrade de Nelas, alusivas à temática, bem como uma maquete da Citânia da Raposeira da autoria do Arquiteto Francisco Albuquerque, construída especialmente para integrar esta mostra.

No término da cerimónia decorreu um momento de cariz musical interpretado pelo Coro dos Antigos Orfeonistas de Coimbra.

A iniciativa contou ainda com outros parceiros como o pintor Aires dos Santos, a quem foi pedida uma pintura sobre tela alusiva ao tema da época romana, que o Município ofereceu ao homenageado. Estiveram também presentes a doçaria conventual de Arouca e a ginja Vitor de Carregal do Sal.

JORGE ALARCÃO

Jorge Alarcão é Doutorado pela Universidade de Coimbra desde 1974 em Pré-História e Arqueologia, com a tese Cerâmica Comum Local e Regional de Conimbriga. Professor catedrático aposentado da carreira docente, desde maio de 2002, do Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras de Coimbra.

Trabalhou como historiador e arqueólogo, tendo-se dedicado primeiramente ao estudo da cerâmica e dos vidros romanos, e é considerado unanimemente como um dos principais investigadores do período romano em Portugal. Posteriormente, interessou-se por estudos de arqueologia teórica e por trabalhos sobre a organização territorial do Portugal romano e, recentemente, pela história da cidade de Coimbra. Escreveu um numeroso número de livros e artigos sobre o tema da história.

Esteve à frente de diversas sondagens arqueológicas, integrou equipas internacionais de estudos arqueológicos e ensinou vários temas ligados à história, como arqueologia clássica, história antiga, pré-história e proto-história.

Foi presidente do Conselho Diretivo da Faculdade de Letras de Coimbra de 1974 a 1976 e de 1981 a 1983 e Presidente do Conselho Científico da Faculdade de Letras de Coimbra entre 1994 e 1998. Liderou o Instituto de Arqueologia da Faculdade entre 1967 e 2000. Foi Diretor do Museu Machado de Castro, em Coimbra, de 1967 a 1974. Foi Presidente da Comissão Diretiva do Teatro Académico de Gil Vicente entre 1985 e 1992. Foi Vereador para a Cultura da Câmara Municipal de Coimbra entre 1980 e 1982 e membro da Assembleia Municipal de Coimbra entre 1983 e 1985.

Jorge Alarcão foi distinguido ao longo dos anos com vários prémios e distinções nacional e internacionalmente incluindo a atribuição do título doutor honoris causa pela Universidade de Bordéus, entre muitos outros.

É sócio de várias organizações nacionais e internacionais, como a Associação dos Arqueólogos Portugueses, a Academia das Ciências de Lisboa, o Instituto de Coimbra, a Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia, a Associação Portuguesa de Estudos Clássicos, a Associação Profissional dos Arqueólogos, o Instituto Arqueológico Alemão, a Hispanic Society of America, e a Society for the Promotion of Roman Studies.





Mais Notícias

  • 25 Agosto, 2022

    Quintela de Azurara assinou a adesão - Ler mais

  • 24 Agosto, 2022

    XXII Concentração Motard de Mangualde - Ler mais

  • 23 Agosto, 2022

    Primeiro Parque Infantil da Freguesia d - Ler mais

  • 4 Agosto, 2022

    Autarquia de Mangualde reforça Campanh - Ler mais

  • 3 Agosto, 2022

    Projeto “Comunidade de Energia Renov - Ler mais

  • 29 Julho, 2022

    Festas da Cidade vão animar Mangualde - Ler mais

  • 26 Julho, 2022

    Autarquia de Mangualde levou Seniores d - Ler mais

  • 25 Julho, 2022

    Cerca de 1 Milhão de Euros para Combat - Ler mais

  • 23 Julho, 2022

    “Laboratório Móvel das Ciências” - Ler mais

  • 22 Julho, 2022

    “Parque de Street Workout” Vence Or - Ler mais

  • 21 Julho, 2022

    Projeto “IR E VIR” arranca em Mangu - Ler mais

  • 21 Julho, 2022

    Mangualde promoveu Apresentação de N - Ler mais

  • 20 Julho, 2022

    Mangualde acolheu Apresentação do Liv - Ler mais

  • 20 Julho, 2022

    VII Edição do Encontro Gastronómico - Ler mais

  • 20 Julho, 2022

    Presidente do IFAP esteve de Visita a M - Ler mais