CM Mangualde

Cunha Baixa


 

História

 
Freguesia do concelho de Mangualde, no distrito de Viseu, Cunha Baixa dista da sede concelhia cerca de cinco quilómetros. A freguesia encontra-se localizada junto ao rio Mondego que a limita a Sul, sendo constituída por duas povoações: Cunha Baixa e Abrunhosa do Mato. O seu orago é S. Tomé, celebrado anualmente no último Domingo de junho, sendo que nesta data é também realizada (a Profissão de Fé). Uma outra festividade realizada nesta freguesia que atrai bastante fiéis é a romaria do Senhor do Calvário, realizada no último Domingo de maio, no lugar de Abrunhosa do Mato.
O povoamento do território que corresponde à atual freguesia de Cunha Baixa é bastante remoto, tendo em consideração os vários vestígios romanos encontrados na sua área que testemunham a passagem e permanência de povos primitivos neste local.

Um dos achados mais importantes é sem dúvida a Anta da Cunha Baixa, também conhecida por Casa da arca. Trata-se de um monumento “funerário” pertencente ao período neolítico, protegido como Monumento Nacional, através de um Decreto de 16 de junho de 1910.

Segundo a tradição local, o primitivo povoado localizava-se no lugar hoje chamado de Curtinhal, sendo daí transferido para o local onde hoje se encontra. O motivo da mudança terá decorrido de uma praga de formigas que obrigou os habitantes a procurarem um local mais seguro.

Eclesiasticamente, Cunha Baixa foi um curato da apresentação alternada do prior de S. Bento de Espinho e do vigário de S. Julião de Azurara.
Do património cultural e edificado desta freguesia fazem parte a Igreja Paroquial, a Capela do Senhor dos Passos, a já referida Anta de Cunha Baixa, ou “Casa da arca” e a Capela do Senhor do Calvário, em Abrunhosa.

Cunha Baixa é uma freguesia com fortes tradições rurais, sendo que as atividades com maior representação económica são a agricultura, a vitivinicultura, a silvicultura, a construção civil e a serralharia.

Esta freguesia dispõe de várias associações culturais e desportivas que visam a promoção e divulgação das tradições e costumes locais, com especial destaque para o Centro Cultural e Recreativo de Abrunhosa do Mato, para os Grupos Corais de S. José e de Abrunhosa, assim como para o Centro União e Progresso.

População: 1160 habitantes;
 

Heráldica

 

Brasão

 
brasao_cunhabaixaEscudo: Em ouro.
Coroa Mural de prata de três torres.
Listel Branco com a legenda a negro: “Cunha Baixa”.
Anta: Representa a antiguidade do povoamento do território da freguesia e o seu património cultural e edificado.
Liras: Representam as coletividades existentes na freguesia, e que tanto se têm empenhado na promoção e divulgação das tradições e costumes locais, assim como a Filarmónica que me tempos existiu em Abrunhosa do Mato.
Pé de Feijoeiro: Representa as fortes tradições rurais, sendo uma das atividades de maior representação económica a agricultura.
 

 Bandeira

 
bandeira_cunha_baixaVermelha. Cordão e borlas de ouro e vermelho. Haste e lança de ouro.

 
 
 
 

Selo

selo_cunha_baixaNos termos da Lei, com a legenda: “Junta de Freguesia de Cunha Baixa – Mangualde”.
 
 

Caracterização da Freguesia

 

Atividades Económicas:

Agricultura
Pecuária
Comércio

Festas e Romarias:

S. Tomé (1º Domingo de maio)
Senhor do Calvário (Último domingo de maio)
Imaculado Coração de Maria (15 de agosto)
Senhora da Conceição (8 de dezembro)

Património:

Igreja Paroquial
Miradouro do Senhor do Calvário
Capela do Senhor dos Passos
Antas da Cunha Baixa
Capela de São Cipriano
Capela do Senhor do Calvário

Artesanato:

Tapeçaria

Coletividades:

Centro Social União e Progresso da Cunha Baixa
Centro Recreativo e Desportivo Abrunhosense
Grupo Coral de S. José da Cunha Baixa
Grupo Coral de Abrunhosa

Infraestruturas:

IPSS – Centro Paroquial da Cunha Baixa
Campo de Futebol de 11
2 Polivalentes

Orago:

S. Tomé

Contactos Junta de Freguesia

Paulo Marques
Rua Inspetor Trindade, nº2
3530-051 Cunha Baixa
Telefone: 232 617282
Fax: 232 617282
E-mail: jfcunhabaixa@sapo.pt