CM Mangualde

Através de publicação em Diário da República: «Janela Manuelina e Casa de Canelas» é Monumento de Interesse Municipal


Através de publicação em Diário da República, de 16 de março de 2023 (hoje), é tornada pública a classificação na categoria de Monumento de Interesse Municipal da «Janela Manuelina e Casa de Canelas», na localidade de Canelas, freguesia de Quintela de Azurara, concelho de Mangualde.

Em reunião ordinária, a Câmara Municipal havia deliberado, por unanimidade, proceder à classificação na categoria de Monumento de Interesse Municipal da «Janela Manuelina e Casa de Canelas».

Janela quinhentista e Casa de Canelas.
Enquadramento histórico e patrimonial

Não são abundantes as referências bibliográficas, bem como os documentos históricos – tidos como fontes primárias – que abordem a Casa de Canelas, na localidade de Canelas, da freguesia de Quintela de Azurara. A bibliografia fala-nos da existência de Manuel Cabral de Albuquerque e Sacadura, herdeiro da Casa de Chãs de Tavares, que, no ano de 1783, aparece como Senhor de importantes bens em Canelas e como Tenente de Milícias no mesmo local.  Na realidade, Manuel Cabral de Albuquerque e Sacadura era Senhor da Casa de Chãs de Tavares e administrador de vários prazos naquela vila e na localidade de Canelas, para além dos bens que herdou por sua mulher e que pertenciam aos bens livres da Casa de Nabais, do concelho de Gouveia. O Tenente, ao invés dos seus antecessores, estabeleceu em Canelas residência e é lá que são dados como nascidos os seus cinco filhos.

Da prospeção arqueológica efetuada na localidade e imediações e da observação do edificado da localidade não se vislumbra vestígios de superfície, ruína, casa ou ruína de casa que se destaque por notabilidade arquitetónica e, muito menos, que apresente características estilísticas atribuídas aos finais do século XVIII compatíveis com o estatuto de Manuel Cabral de Albuquerque e Sacadura. Assim, não parece verosímil concluir que o Tenente de Milícias e Senhor de Canelas tenha construído residência em Canelas. Por outro lado, das ruínas de edifícios residenciais existentes na localidade, apenas a casa com a janela manuelina se destaca. Trata-se de edificado de raiz popular quanto à construção e qualidade de materiais utilizados, exibindo, todavia, numa das suas fachadas, aquele elemento arquitetónico extraordinário da arquitetura quinhentista.

Ora, a janela e o edifício constituem um só momento construtivo. É a janela o elemento de datação do edifício, concluindo-se, portanto, que a fundação do mesmo terá ocorrido no século XVI. 

Pensamos ser possível o seguinte cenário: o edifício em questão, por ser o de maior destaque arquitetónico – conferido pela janela -, terá sido escolhido (por compra ou, eventualmente, por herança, ou outro meio) pelo Senhor de Canelas e Tenente de Milícias da localidade, quando ali chegou nos finais do século XVIII.

Este raciocínio permite, então, considerar estarmos perante a “Casa de Canelas”. Sobre a localidade de Canelas, encontramos nas Inquirições de D. Afonso III, no ano de 1258, uma referência que prova a existência da localidade já naquele tempo: “Martinus Martini, clericus Santcti Juliani, juratus et interrogatus, dixit quod villa de Canelas est caballaria Regis foraria per usum et forum de Zurara, et F. Canelas habuit eam, de conpara, de tempore Domini Regis Sancii, avi istius Regis. Interrogatus si antea F. Canelas habebat, in Zurara, aliquid de patrimonio vel de avolenga, dixit: non. Martinus Abbas, dixit similiter; et addit quod Canelas fuit de hominibus villanis forariis Regi. Dominicus Rubeus dixit similiter. [1]

 

[1] Passagem extraída de Portugaliae Monumenta Historica (PMH, Vol. VI: 73).

 

 





Mais Notícias

  • 21 Novembro, 2016

    Mangualde antecipou Comemoração: Dia - Ler mais

  • 18 Novembro, 2016

    Mangualde acolhe Treino do Exército - Ler mais

  • 18 Novembro, 2016

    APP para descobrir Mangualde - Ler mais

  • 16 Novembro, 2016

    Mangualde substitui Lâmpadas de Mercú - Ler mais

  • 15 Novembro, 2016

    Estabelecida parceria entre as Bibliote - Ler mais

  • 15 Novembro, 2016

    «Sextas da Lua» assinalam 19º Aniver - Ler mais

  • 15 Novembro, 2016

    Dia Internacional pela Eliminação da - Ler mais

  • 15 Novembro, 2016

    ‘Aconteceu no Cineteatro há 60 anos - Ler mais

  • 11 Novembro, 2016

    Deco Alerta em Mangualde - Ler mais

  • 11 Novembro, 2016

    Mangualde melhora Meio Ambiente: Invest - Ler mais

  • 8 Novembro, 2016

    ‘Aconteceu no Cineteatro há…’ &# - Ler mais

  • 8 Novembro, 2016

    Milhares de Pessoas na Feira dos Santos - Ler mais

  • 7 Novembro, 2016

    Produtos Tradicionais Certificados disc - Ler mais

  • 7 Novembro, 2016

    Mangualde fez balanço da Atuação do - Ler mais

  • 3 Novembro, 2016

    Infraestruturas de Portugal em Manguald - Ler mais